terça-feira, 31 de maio de 2011

Eu tive Síndrome HELLP


Quando engravidei fiquei um pouco assustada, mas muito feliz. Quando descobri que era menina fiquei em êxtase porque meu marido queria muito uma menina. Foi uma gravidez tranquila, sem enjoos, ela começou a complicar com 25 semanas, quando descobri que estava com pressão alta.

Comecei a tomar remédio para pressão alta, cortei o sal da alimentação, parei atividade física, e minha vida se resumia a aferir a pressão. Minha médica não levou muito a sério.

Estava tão feliz por estar esperando minha princesa Raissa que preparei o enxoval dela com muito amor, eu e meu marido fomos para Miami e compramos tudo de maravilhoso para ela.

Voltei de Miami muito inchada, minha médica pediu alguns exames de sangue, urina e o ultrassom de Doples, fiz todos. Quando fui fazer o ultrassom a Drª Liliane ficou muito preocupada, dizia que tinha que falar com a minha médica com urgência porque estava com alguns problemas e seria necessário fazer o parto.

Eu estava de 30 semanas, minha bebê estava com 34,5cm e 1kg, muito magrinha, a pressão alta estava dificultando a passagem de alimento pela placenta e ela não estava ganhando peso.

Fui para casa com meu marido umas 20hs e não consegui falar com a minha médica, depois de um tempo a Drª Liliane me liga de novo, em casa e disse que não tinha conseguido falar com minha médica, mas era melhor eu me internar porque poderia acontecer alguma coisa comigo e com a bebê.

Nesse interim peguei o resultado dos meus exames pela internet e fiquei preocupada, estavam todos muito alterados, mas demais mesmo, meu rim, meu fígado estavam comprometidos e estava com uma anemia profunda (minhas plaquetas estavam muito baixas).

Liguei para um casal de amigos que foram fantásticos e a Elaine que é obstetra me levou direto pro Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto para me internar. Lá foram feitos todos os exames novamente e tomei medicação para amadurecer o pulmão da bebê.

Fiquei 2 dias internada, minha bebê nasceu no dia 18/05/2011 às 06h35min, ela chorou, e nasceu super bem, mesmo sendo pequenininha, estava cheia de esperança e fé que tudo ficaria bem.

Eu fiquei bem, a cesária foi tudo bem, não tive nenhum problema.

Minha bebê teve uma complicação e veio a óbito dia 19/05/2011, foi o dia mais triste da minha vida, mais angustiante, minha princesa, tão desejada, tão amada, tão esperada tinha virado um anjinho. No pior momento da minha vida meu marido, nossa família e nossos amigos nos deram muita força, e teve uma corrente de orações. Não entendi porque meu marido dizia que Deus tinha me salvado.

Depois que tive alta o casal de médicos nossos amigos (Elaine e Fábio) vieram em casa me explicar o que realmente aconteceu.

Tive a Síndrome HELLP que é uma complicação obstétrica com risco de morte, sendo considerada por muitos uma variação da pré-eclâmpsia. Ambas as condições podem aparecer na gravidezou as vezes após o parto. HELLP é a abreviação dos três principais elementos da síndrome: H - Hemólise, do inglês: Hemolytic anemia; EL - Enzimas hepáticas elevadas, do inglês: Elevated Liver enzymes; LP - Baixa contagem de plaquetas, do inglês: Low Platelet count; Essa síndrome se acompanha de aumento da morbidade e mortalidade da mãe e/ou da criança. A morbidade ou mortalidade da mãe depende do avanço e gravidade da síndrome, enquanto do feto depende de sua idade gestacional.

Meu quadro estava muito grave, foi um milagre eu não ter complicações no parto e nem sequelas.

Tenho que agradecer muito a Drª Liliane, ao Dr Ricardo, a Drª Viviane e aos amigos Elaine e Fábio, que foram meus anjos da guarda e cuidaram de mim e da minha bebê. Minha médica que me acompanhou durante toda a gravidez e por 14 anos foi negligente, não me explicou sobre os riscos, não pediu exames quando a pressão começou a subir, estava tratando minha gravidez que era de risco como uma gravidez normal, eu poderia ter morrido!!!

É difícil explicar como eu me sinto, estou me recuperando de uma cesária sem bebê, é um vazio imenso, por vezes começo a chorar do nada, penso nas coisas que comprei com tanto amor para ela e ela nunca vai usar!

Posso ter outros filhos, Graças a Deus, mas sempre terei que ficar atenta a pressão alta na gestação, optei por fazer acompanhamento com o Dr Ricardo Cavalli no HC porque ele é especialista em gravidez de alto risco.

Estou vivendo um dia de cada vez, Deus está me dando força e esperança, meu marido está sendo perfeito, nem tenho palavras para descrever o quão grande é seu apoio e amor.

Nossos amigos e nossos familiares estão sendo maravilhosos, pelas orações, palavras, apoio, nunca me senti tão amada e querida.

Sei que minha dor vai passar, mas enquanto ela não passa o que posso fazer é dividir com vocês o que aconteceu comigo para ficarem atentas.

Obrigada a todos pela força. Marido te amo muito, mais que tudo na minha vida. Família e amigos amo vocês também.


63 comentários:

  1. Oi meu amor, eu também de amo muito e fico feliz que Deus tenha te salvado, eu não sei se suportaria a dor da perda da Raissa e principalmente a sua, Deus sabe o que faz e a Raissa é tão especial, que Ele quis ela junto dele.
    Te amo amor e em breve teremos filhos lindos e saudáveis para você colocar aqui no blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb tive a sindrome. Meu bebe veio a óbito dentro de min. Estava com 31 semanas. Fazia acompanhamento no hc de ribeirao. Mas foram negligentes comigo. Tive sintomas minha gravidez toda e eles falavam que era normal. Fiquei a beira da morte estive na uti. Mas Deua sabe oque faz.

      Excluir
    2. Oi eu tive sindrome de Hellp, estava de 26 semanas, minha Sophia nasceu com 750 gramas, ficou 45 dias na UTI, teve uma parada respirátoria e varias complicações, hoje ela esta com 5 anos e meio...o médico já tinha dado o natimorto dela e apenas 10 % de chances de eu sobreviver... essa sindrome é horrivel, e não posso engravidar novamente

      Excluir
    3. Olá ...eu tbm tive Sindrome Halp e tive imensas complicações. ..15 dias na U.T.I e minha filha nasceu dw 33 semanas....nasceu com una má forma ao congênita. ..Hoje com 06 anos de idade portadora de Sindrome Pierre Robin .....Esta com acompanhamento no hospital da Usp em SP ....Não penso mais em ter filhos....até hoje sofro de depressão. ..devido aos traumas das complicações que tive

      Excluir
    4. Olá ...eu tbm tive Sindrome Halp e tive imensas complicações. ..15 dias na U.T.I e minha filha nasceu dw 33 semanas....nasceu com una má forma ao congênita. ..Hoje com 06 anos de idade portadora de Sindrome Pierre Robin .....Esta com acompanhamento no hospital da Usp em SP ....Não penso mais em ter filhos....até hoje sofro de depressão. ..devido aos traumas das complicações que tive

      Excluir
    5. Oi , eu tbm tive sindrome hellp , passei 6 dias na uti meu bb nasceu morto com 37 semanas e meia, foi uma dor imensa, tive uma hemorragia tomei bolsa de sangue , quase morri, 6 dias depois tive ascite , meu corpo nao tava segurando a proteina nas arterias e o liquido vazou pelo meu corpo inteiro, meus rins ficaram com deficiencia , as plaquetas quase nada, quase tive que dialisar, tomando diuretico meu organismo expeliu quase 20kg de liquido durante 10 dias de 120kg passei pra 77kg que foi o peso que cheguei em casa, foi negligencia, duas semanas indo a maternidade aki em arraial do cabo rj com ictericia e anemica e o medico falando que e normal, depois de 2 semanas com pressao alta tomando metildopa ele nao se ligou no que poderia acontecer, meu parto foi normal, e minha medica disse que eu ate posso ter outro filho , mas descobri 2 pedras na vesícula que pode ter sido o fator para desencadear tudo isso, amtes de pensar em ter outro filho terei de tirar a vesicula , sai com auto do hospital com insuficiência renal com necrose tubular , as taxas do figado e rins voltaram ao normal , mas agora o rin deu uma alteracao leve e estou em tratamentos,se Deus quiser no futuro me dará um novo anjo, so me resta a saudade.

      Excluir
    6. Também tive hellp minha filha veio a obito ... Tenho medo de engravidar dinovo ...sua espoza ja engravidou novamente

      Excluir
  2. Filha te amo , sei que seu anjinho foi para junto de Deus, mas ela foi muito amada nestes 7 meses, beijei muito a sua barriga, automaticamente ela tambem.
    Mas se Deus tivesse te levado eu teria morrido junto,pois você sempre foi a nossa princesinha, até a sua irmã te considera assim.
    Naõ entendemos as coisas que Deus nos prepara, mas tenho certeza que ele esta conosco para passarmos por tudo isto.
    Sei que eles te mandará outros filhos, saudáveis e perfeitos.

    ResponderExcluir
  3. Paola,
    Não tem como não se emocionar com esse depoimento seu....
    Relamente são momentos que não temos descrição de sentimentos, apenas desabafo para melhorarmos a nossa vontade de se fechar....
    Poe ter certeza que a sua família e amigos rezaram mto por vcs (vc e a Raíssa) e graças a Deus, foi feito o melhor e vc está entre nós para termos mtos filhos ainda!!!
    TE AMAMOS!!
    E FORÇA!! Sei que vc tem... e vai superar tudo isso, vc e o Frank se amam e um apoia o outro...
    Fiamos triste por um lado (a morte da Raíssa), mas feliz por outro (vc está no meio de nós)...
    As orações não se acabaram e nunca irá se acabar, pois a carinho é imenso por vcs...
    SE cuida!!! Beijos, Isabela, André e Luís Henrique!

    ResponderExcluir
  4. Olá Paola, não te conheço, mas posso imaginar a sua dor neste momento, deixo aqui as minhas sinceras orações e pedido que Deus lhe envie força e coragem para encarar cada dia novo, uma vitória.
    Tenho certeza que em nossas vidas, planos e caminhos são trilhados pelo amor de Deus e que ele assim como um pai e mãe nos ama incondicionalmente e que em todos os momentos, mesmo naqueles que em questionamos o porquê desta dor, o porquê de ter levado a sua princesa, ele nos responde, porque TE AMO.
    Ele te ama tanto que levou a pequena Raissa para o seu lado e deixou aqui para que a união entre você e o seu marido, gere novas vidas com muita saúde e amor.
    Tenha certeza que mesmo a mais profunda dor passará e novos dias virão, tenha sempre o pensamento de que pessoas como eu, torce para que este momento passe e que te traga aprendizado.

    Com carinho
    Carol Delalibera

    ResponderExcluir
  5. olá Paola ! fiquei sabendo do acontecido, e só de ver a fotinha de sua anjinha e dos fatos aqui narrados por vc, não me contí e caí em lágrimas ! eu sei muito bem o q é a dor de perder um filho ! é uma dor incondicional, sem limites !! meus verdadeiros sentimentos ! mas Deus sabe o que faz, ele sempre sabe o pq de td !! um grande abraço pra vc e pro Frank !!!
    Fiquem com Deus !!!

    Renato Borges da Matta ( ex-Metalcom )

    ResponderExcluir
  6. Amiga como não se emocionar lendo isso... estou admirada e de uma certa forma consolada pela forma que vocês estão superando tudo isso. Vou sempre agradecer a Deus pelo milagre de ter você conosco. Fica um alerta para que outras famílias não passem por isso. Mas tenho a certeza que Deus vai providenciar muitas alegrias pra vocês e teremos boas notícias daqui pra frente. Conte sempre comigo!!! Beijos Débora Marcon

    ResponderExcluir
  7. P., realmente só temos a agradecer à Deus por te termos aqui conosco e te agradecer por nos dar esse exemplo de superação. Conte sempre sempre sempre comigo!!! Beijos Tati.

    ResponderExcluir
  8. Oi Paola. Desculpa não ter mandado nenhuma mensagem antes pra vc, mas saiba q em oração pedi a Deus para cuidar de vcs e da sua anjinha. Me emocionei com seu depoimento pois perdi uma irmãzinha (Raiza, o nome dela) com 2 anos( eu tinha 4)e até hj sei q ela cuida da gente...e rezo pra q logo o sol brilhe para vcs e logo muitas alegrias virão...fica com Deus tá...te adoro muito!!!Calisa

    ResponderExcluir
  9. Paola,
    Uma pessoa como voce, especial para seu marido, seus familiares e amigos, mesmo tendo que superar esse momento de tão grande dor, ainda tem a nobreza de descrever o problema ocorrido com voce, a sindrome Hellp. Tenha a certeza que este seu esclarecimento vai estar ajudando a muitas mulheres. Que Deus abençoe a voce e ao Frank, e no momento certo ele dará a voces a alegria de serem chamados de "mamãe e papai". Voces tem agora uma estrela com um brilho inconfundivel no céu, um anjo que cuidará de voces por toda vida. Abraços, Márcia

    ResponderExcluir
  10. lagrimas, emocao...admiracao!!! isso q sinto ao ler suas palavras e as minhas palavras somem diante disso!! agradeco por vc estar aqui!!! e ter um longa e linda jornada pela frente!!! toda sorte do mundo, que Deus te abencoe!!!E principalmente te conserve essa menina forte,transparente e guerreira pra sempre!!!

    Ana Luisa Palma

    ResponderExcluir
  11. Oi Paola, reze por mim, não nos conhecemos, mas eu passei por tudo isso a 42 dias atrás. Tive Síndrome de de Hellp no dia 10 de fevereiro de 2012, perdi o grande amor de minha vida, Maria Cecília, estava de 32 semanas, eu e meu marido perdemos o chão, estamos sem destinos, sem força para viver, pesso que entre em contato comigo no meu e-mail - andressa_bandeira11@hotmail.com, ou no meu cel 027 9258-8977 / o do meu marido 028 9275-3388. Estamos hj a preocura por um especialista em Síndrome de Hellp, por favor, rodaremos o mundo se for preciso, pois se souber me ajude, entre em contato comigo ou com meu marido e nos diga onde, onde possamos esclarecer nossas duvidas. Vamos juntar nossas dores, e vamos mostrar para o mundo que essa doença existe e mata...
    Fique com DEUS, e que os nossos anjinhos nos ilumines, neste momento de nossas vidas, só podemos chorar e enfrentar esse luto, rezar e pedir a DEUS muita força.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não chega a ser uma doença, pois da do nada e o diagnostico é muito em cima..eu Tive Hellp, e Deus me permitiu que eu e a SOphia sobrevivessemos, não sei o motivo, mas ela é um anjo enviado por DEus.. veio de 26 semanas, e 750 gramas, nasceu pra me salvar... Não existe estudos , nem especialistas, pois a Sindrome é rara e na maioria das vezes confundida com a pre eclampse... me add se quiser podemos trocar experiencias..bjos

      Excluir
  12. Boa noite Paola e Andressa!
    Comigo aconteceu a mesma coisa, tive um parto prematuro de 26 semanas, meu bebê nasceu no dia 20 de janeiro de 2012 pesando 620 gramas.Foi muito difícil para mim pois foi meu primeiro filho.Ele ficou na UTI NEONATAL por 45 dias, ficou entubado todo este tempo,tomou do meu leite apenas dois dias, no terceiro dia de vida ele teve uma complicação no intestino, quase precisou fazer uma cirurgia, mas se fizesse não resistiria,ficamos em oração e entregamos nas mãos de Deus e com a graça Dele o intestino se curou sozinho.Ele estava com o pulmãozinho muito fraquinho pois ainda estava em formação.Eu ia para o banco de leite todos os dias na certeza de amamentá-lo o mais breve possível.Certo dia cheguei toda feliz para vê-lo e o encontrei todo inchado, os rins dele tinha parado de funcionar, eu ja estava no meu limite de desespero, pois todo dia tinha uma complicação e não estava suportando ver o meu filho sofrer, fiquei o tempo todo do lado dele chorando e pedindo pra Deus cuidar dele e deixar ele comigo pois o amor que eu sinto por ele é tão grande que não cabe dentro de mim.
    Os médicos deram remédios para o rim dele voltar mas não adiantou, meu bebê tão pequeno teve que fazer diálise, mas fiquei confiante, mesmo chorando muito sozinha não deixei me abater, foram oito dias de mais sofrimento e o meu guerreiro tentando sobreviver, no dia 02 de março meu bebê veio a falecer, eu já perdi meu pai e doeu muito, mas não se compara a perder um filho.Nesse mesmo dia antes do falecimento eu fui pra casa pois estava muito cansada e angustiada, coloquei meus joelhos no chão e pela primeira vez pedi pra Deus que levasse o meu filho, pois não estava aguentando vê-lo sofrer tanto, chorei muito e fui para o centro espírita que frequento, na hora da oração veio uma mulher e me entregou uma rosa branca e pediu para eu acalmar meu coração pois tudo foi feito para o nosso bem.Ontem fez dois meses que o Lucas se foi, choro todos os dias e ainda não consegui aceitar essa perda, meu marido me ajuda bastante mas está muito difícil, eu sei que o tempo cura tudo e sei que também estou mais forte depois de tudo.Quero muito ter outro filho, não para ocupar o lugar do Lucas e sim para fazer com irmãozinho dele tudo que eu queria fazer com ele.Tenho muito medo pois não tinha consciência do risco de vida que estava correndo.Vamos entregar nas mão de Deus pois Ele tudo sabe.Bjs


    Josmielle.

    Santo André 03 de maio de 2012.

    ResponderExcluir
  13. Olá, passei pela mesma coisa que vocês. Tive Síndrome de hellp, e perdi minha princesinha Rafaela aos 5 meses de gestação, no dia 15 de abril de 2012. Pergunto a Deus porque ele levou minha princesa, mas se um dia Ele quiser, Ele me responderá. Ador é inesplicavel, as vezes acho que não vou suportar, tenho vontade de desistir de tudo, até da minha vida. desculpem pelo desabafo, é que em casa tento me fazer de forte pois meu marido e meus familiares sofrem muito ao me verem mal, tenho 21 anos e o meu médico Dr. Paulo, desde o inicio falou que eu poderia engravidar novamente. Sempre tive medo de não poder ter filhos, mas nunca imaginava que tudo isso aconteceria comigo. O que eu mais quero na minha vida é ter um filho, só assim poderei dizer que sou feliz. Meu email é brunaalvessena@hotmail.com se vocês, Paola, Andressa e Josmielle quiserem entrar em contato agradecerei, não sei se é certo mas gostaria de dividir a minha dor com pessoas que passaram pelo que eu passei.Deus está com nossos anjinhos.

    Te Amo Rafaela minha princesa!

    Bruna.

    São Bernardo do Campo, 22 de maio de 2012

    ResponderExcluir
  14. Oi Queria posta minha história, e espero te ajudar muito, você é um milagre como eu, pois também tive a Help, segue o link na pulbicação de 21/05/2012...

    http://www.projetopequenosguerreiros.com/


    Abraço
    Thais Fagundes Reis Paiva

    ResponderExcluir
  15. Oi, Me chamo Lorrayne e tenho 21 anos. Como a Paola tive Hellp Síndrome. Mas estou aqui para contar a minha história e dar a esperança a vários pais.
    Tive uma gravidez muito tranquila, minha pressão esteve sempre normal.
    Com 38 semanas senti muitas contraçoes, fiquei em trabalho de parto por 3 dias, sentia muita dor e pensava sempre que iria morrer.
    Quando o obstetra fez minha ultima ultra antes do parto percebeu que meu bebe desd os 7 meses parou de crescer dentro da minha barriga e como sentia muitas dores perdi todo o liquido da placenta pela urina e meu bebe já estava ficando sem ar dentro da minha barriga, rapidamente ele me levou para o bloco e fizeram em mim um cesárea de risco, me entubaram durante o parto, todo processo não durou mais que 15 minutos, foi tudo muito rápido, minha pressao na hora subiu e foi a 20x10, mas com a graça de Deus o Gabriel nasceu, logo apos comecei a ter sintomas da hellp síndrome, tive um a forte hemorragia e minha hemoglobina caiu para 6, recebi duas bolsas de sangue que salvaram minha vida.meu bebe nasceu muito pequeno com 2020kg e 45 cm. Ele foi para o berçario com hipoglicemia e la ficou no soro por 9 dias. Para mim era tudo muito angustiante eu ali no quarto e meu bebe sendo todo furado pelas enfermeiras, minha pressão abaixava e aumentava toda hora, e a cada vez que eu ia ao berçario amamentar meu filho eu chorava e pedia a Deus para me tirar dali e me levar para casa, fiquei enternada por 12 dias, os médicos não entendiam, meus exames clinicosapresentavam alteração nas enzimas hepaticas mas quando olhavam meu corpo nao tinha sintoma nehum, minha aparencia era saudavel, um médico me examinou e me falou que meu caso qra de CTI, e eu me assustei muito, mas graças a Deus hoje estou bem e tenho o filho mais lindo do mundo com dois meses, não tenho mais nenhum problema de saúde, e tudo isso em primeiro lugar agradeço a Deus, agradeço tambem ao Jansen e aos meus pais que sao as pessoas mais importantes da minha vida.
    Um beijo a todos.
    LorrayneToscano

    ResponderExcluir
  16. Olá Paola, meu nome é Janaina e minha irmã é a Thayse.
    Sinto muito e entendemos perfeitamente a dor que sente.
    Minha irmã tambem teve a sindrome do Help, ela estava de 23 semanas mais o nenem estava muito magrinho e foi tudo muito rapido ela sentia muita dor no estomago, depois de muitas idas e vindas do hospital um medico resolver investigar no mesmo dias fez exames e deu plaquetas muito baixas, gordura no figado e ja a noticia que teria que abortar o nenem para salvar ela, então ela teve parto normau mais o nenem nasceu em obito, foi muito trsite alias esta sendo foi em 15/09/2012.

    ResponderExcluir
  17. Oi pessoal tambem tenho uma historia pra contar mais e a pior de todas,e de alguem importante pra mim e pra todos que a amam.
    Era dia 24 do 12 do 12 minha futura sogra foi para o hospital da minha cidade vitoria da conquista ba.
    Parecia que tudo estava bem ela ja tinha preparado tudo junto com o seu marido dal mar para a chegada se samira, o nome dela e maria das gracas souza santos.
    Ja tinha quatro filhos, joice minha namorada, alane e lavignia minha s cunhadas e ian.
    Agente soube que ela deu a luz no dia 25 de dezembro de 2012 ate ai tudo bem, ela maria ficou no hospital por 7 dias recebia visitas da filhas e do marido e familia mais estava em coma e foi para a uti. Eu i minha namorada e todos estavam precupados por sete dias e esse tempo todo eu fiquei com minha namorada aflito e preucupado com a mae dela e a crianca mas a crianca estava bem
    desde que nasceu mas no dia 31 fui para minha casa depois da queima de fogos la pelas uma hora e meia da manha pra dormir
    ja preucupado, derrepente as tres da manha sou acordado pela campainha da minha casa e ouvindo gritos e choros era minha namorada e a visinha quando eu abri a porta e a vi chorando imaginei o pior a mae da minha namorada avia morrido. Deixando 5 filhos que ficaram inconformados porque a mae deles era tudo pra eles. O marido dela ficou e ainda esta arrasado.
    Ela morreu sabendo que tinha a doeca de sindrome de hellp.
    Hoje a a crinca esta vindo para casa. E eu mateus costa santos estou contando essa historia pra todos voces a sindrome de hellp e uma doenca rara ela tinha dois anos com o marido e faleceu mais foi satisfeita porque tinha orgulho do que fez pra todos e pelos filhos. A mas antes de morrer pediu pa que cuidasse da samira e que eu e minha namora se cazar e que se forme, apezar de tudo ela morreu sem ver a filha mas estamos cuidando da pequena samira. E essa e a historia de maria das gracas de vitoria da conquista ba que eu contei.

    ResponderExcluir
  18. OLÁ A TODOS TBEM TIVE SINDROME DE HELLP NO DIA 19/10/2012 FUI INTERNADA COM PRESSÃO ALTA ATÉ ENTÃO PRÉ-ECLAMPSIA FIQUEI NA MATERNIDADE POR OITO DIAS GANHEI ALTA VOLTEI PRA CASA TOMANDO MEDICAMENTO PARA CONTROLAR A PRESSÃO.NA MADRUGADA DO DIA 01/11/2012 ME ACORDEI COM UMA DOR FORTE NO ESTOMAGO VOLTEI A MATERNIDADE E MEU BEBE JA ESTAVA SEM BATIMENTOS CARDIACOS,PIOR NOTICIA QUE EU E MEU MARIDO PODERIAMOS RECEBER NAQUELE MOMENTO.DAI COMEÇOU TODO O PROCEDIMENTO PARA O PARTO QUE TEVE QUE SER NORMAL LEVARAM MAIS DE TRINTA HORAS AT O NASCIMENTO.FOI HORRIVEL NÃO CONSIGO ESQUECER A CENA DO MEU FILHO NASCENDO JA SEM VIDA,MEU QUADRO CLINICO TBEM ERA GRAVE NAQUELE MOMENTO MEU FIGADO ESTAVA COM ALTERAÇÃO.DOI MUITO VOLTA PARA CASA DE BRAÇOS VAZIOS ESTOU ME RECUPERANDO DO PARTO MAS MINHA VIDA NÃO SERÁ MAS A MESMA DEPOIS DA PERDA DO MEU FILHO ESSA É MINHA HISTORIA UMA CATARINENSE QUE AINDA SE RECUPERA DAS SEQUELAS DEIXADA PELA SINDROME DE HELLP

    ResponderExcluir
  19. ola paola tuo bem ?
    como vc eu tb tive sindrome hellp, eu tive uma gravides otima até o 6° mes de gestação,oi quando eu começei a sentir enjoo e ter contraçao e estava muito enxada , mais a medica q me atemdeu disse q estava tuo bem comigo e com a nenem e me mandou embora pra casa, mais eu nao estava bem e voltei p hospital eles me enternaram, mais era sempre assim eu ficava no hospil 3 ias e eles me mandavam pra casa disendo q era tudo normal...o inxaso as dores até q no ia 25-02-2010 eu passei muito mal e fui medir a presao e estava muito alta (18/15) o meico me internou e pediu varios exames meus olhos eram puro sangue e eu achei q fosse morrer pois a dor erra enorme eu ja estava com 7 meses minha mae prescisou fazer um boletim e ocorencia pra eles tomarem uma atitude pois ninguem sabia ate entao o q eu tinha, foi depois disso q eu fui tranferia o hospital nossa senhora a piedade em lençois paulista para o hospital santa casa a misericordia em jau,bom a medica me transferiu com eclanpsia.
    mais chegando la o meico q me ateneu q é medico e gravides de alto risco chamou minha mae e disse, q meus orgaos nao estava mais funcionando os rins tinhao parado o figado eu nao tinha mais coagulaçao nao poia fazer uma cesaria pois eu nao iria aguentar nao podia tomar nenhuma anestesia pois morreria na hora
    bom ele endusiu meu parto minha presao chegou a (24/20) o sangue nos meus olhos era tudo vassos q exploden devido a presao e derame ...
    demorou muito passei muita dor mais minha princesa nasceu com 1kg e 41cm fiquei internada por 7 dias e ela ficou na uti neo natal por 17 dias e mais 10 dias na pediatria oi uma recuperaçao explendida, nao tivemos nenhuma sequela graças a DEUS,eu so tenho a agradecer pois sou muito feliz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLÁ SOU ALESSANDRA E TBM TIVE SÍNDROME HELLP, no dia em que eu completaria 7 meses de gestação a minha filha LARISSA nasceu medindo 43 cm e pesando 1,640 gr, tudo começou no dia 11/ 10/ 2002 as 6:00 hr da manhã quando levantei p ir ao banheiro e senti uma dor muito forte no estomago, bom isso erá o que eu achava mais tive uma hemorragia interna e dai tive que me internar p fazer uma cesariana de emergencia pos minha pressão chegou a 24 , fiz a cesaria e fui para o CTI , fiquei muito mau quase morri , isso só não aconteceu porque sirvo a um DEUS que ainda faz milagres p os que creêm, todos os meus órgãos foram parando, o meu sangue coagulava antes mesmo de sair tive que tomar sangue, deu água nos pulmãos e outras coisas , tomei uma droga chamada lipídio uma coisa que ñ pode pegar luz poe isso ficava dentro de um saco preto, e os médicos disseram p meu marido que se eu saísse dessa poderia ficar cega, surda, muda ou vegetando mas isso não aconteceu p glória de DEUS mesmo ficando 8 dias no CTI , não tenho outros filhos pos o médico disse que se eu engravidasse de novo poderia acontecer novamente e eu tinha que esperar 5 anos p ter outro filho eu e meu marido optamos em ñ ter e ele fez vasectomia , hoje a minha filha LARISSA está com 10 anos, muito inteligente cursa o 6 ano faz aula de violão e outras coisas e é a coisa mais linda que aconteceu em nossas vidas obrigado senhor pelas nossas vidas . bjs

      Excluir
    2. Minha irmã deu essa síndrome, a criança passa bem ,ela que está instável mas eu creio em um Deus que faz milagres. Nao desejo que ninguém passe por isso muita dor você ver uma pessoa que você ama sofrendo

      Excluir
  20. Oi. Eu perdi meu Lorenzo com 05 dias de vida. Tive pré eclâmpsia e síndrome hellp, mas durante toda a gestação minha pressão estava 12x8. Eu nunca fui hipertensa e tive uma gestação tranquila. No meu caso, foi assintomático. Com quase 08 meses de gestação, passei no hospital por insistência de meu esposo e minha pressão estava 19x11. Tive descolamento de placenta, o parto foi feito às pressas, meu bebê nasceu bem, mas não resistiu. Faz 06 meses que isso aconteceu. Foi o meu primeiro filho, um bebê muito lindo, amado e esperado. É uma luta diária tentar afastar a dor. Chegar em casa sem meu bebê nos braços. As pessoas não me entendem, não me compreendem. É muita tristeza, chorei quando li o que você escreveu. Loraine (lorawz@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  21. Oiiiii
    Li seu depoimento e todos os comentários, eu também tive Sindrome Help. Faz 2 meses da minha cesária.
    Meu neném tinha uma má formação no coração muito séria e desde que eu soube comecei a apresentar pressão alta, diabete gestacional e no final minhas plaquetas abaixaram muito.
    Perdi meu Lucas com 32 semanas e fiz uma cesária com anestesia geral, precisei tomar sangue também....enfim todo o sofrimento vcs conhecem bem infelizmente......
    Eu também não tinha conhecimento da gravidade do meu caso, só após a cesária que fiquei sabendo...
    Agora eu estou a procura de um médico especialista nesta área pois quero engravidar novamente e estou com medo..
    Se alguém puder me indicar um ginecologista para gravidez de risco eu agradeço. Moro no Rio de Janeiro na Tijuca.
    Segue meus contatos:
    fernanda_stersa@yahoo.com.br
    Facebook: Fernanda Stersa

    ResponderExcluir
  22. Eu também tive a sindrome de hellp. estava tudo normal até o 8 mês, ai começaram os enjoos a pressão alta os inchassos... não me alimentava direito. fui até o hospital e o médico teve q fazer a cesárea urgente com 36 semanas, minha bebe nasceu com 41 cm e 2200kg nem foi preciso ir pra uti neonatal q tinham reservado graças a Deus! eu fiquei mal internada 4 dias e recebi alta mas depois de 1 semana tive q voltar piorei e fiz novamente outra cesárea para tirar os liquidos q estavam na barriga devido as plaquetas estarem baixam tive uma hemorragia... hj graças a deus estamos bem e muito felizes com nossa bebe Maria fernanda, MARIA devido ao milagre de nossa senhora Aparecida ter nos salvado!

    ResponderExcluir
  23. olá meninas eu tambem tive sindrome de hellp é horivel tive uma menininha linda ela nasceu de 22 semanas eu estava de 5 meses e uma semana estava muito feliz em saber que eu ia ter uma menininha que era e é o meu sonho mas por vontade de DEUS minha primcezinha faleceu com 5 dias na UTI NEONATAL ela teve insuficiencia respiratória....nossa so DEUS MESMO PRA NOS DAR FORÇAS PARA SEGUIR EM FRENTE faz 5 meses que tudo aconteceu estou muito abalada alias minha vida numca mais sera a mesma as vezes estou fazendo alguma coisa e começo a chorar disisperadamente pela minha menininha amada que DEUS ABENÇOE TODAS VCS QUE TAMBEM TIVERAM A SINDROME E TENHAM FÉ PARA TER OUTRO BEBE VOU ESPERAR MAIS ALGUNS MESES E SI DEUS QUISER VOU TER MEU FILHO E EU SEI QUE MINHA ANJINHA TA CUIDANDO DE MIM LÁ DO CÉU AMO MUITO ELA.
    bjs fiquem com DEUS
    tenham fé;)
    meu nome é camila se quiserem conversar sobre a sindrome de hellp
    é so entrarem no meu email camila-daiane@outlook.com.

    ResponderExcluir
  24. Olá, meu nome é Nilva, eu também tive esta doença rara na gestação.
    Esperei 8 anos depois de casada para a chegada do primeiro filho , me planejei, fui ao médico, tomei acido folico antes e tudo mais.Parei o anticoncepcional num mês e no mês seguinte já estava grávida, foi uma alegria só.
    Tudo ia bem, fiz pré natal tudo direitinho ,não senti praticamente nada , nem parecia que estava grávida, todas as consultas ,minha pressao tava 12x8, apesar do meu basal ser sempre 10x6, mas confiei no meu GO que disse estar tudo bem.
    Achei meio estranho mas mesmo assim confiei no medico qnd fiz uma ultrasson e achei o peso da nenem baixo, ele disse ser normal , eu estava com 28 semanas e a nenem pesava 1.345kg ,porém não sentia nada anormal, apenas comecei a sentir muito cansaço e inchar os pés , além de dor nas costas, mas daí eu tenho um problema de coluna tmb e achei que era por conta disto a dor , fui piorando muito cansaço, n tinha apetite como antes, comecei a sentir muita dor de estomago,pedi ao meu GO pra me afastar pois estava muito cansada, mas ele dizia ser tudo normal da gravidez.
    Tive uma dor de estomago , acompanhada de vomitos e diarréia, fui ao hospital daki da cidade esperei mais de 3 horas pelo medico GO de plantão á distancia chegar, qnd me atendeu receitou um remedio pra o estomago e nada falou, fui pra casa ainda com dor, á noite piorei tomei o remedio receitado mas nada adiantou, daí fui ao hospital universitario de jundiai, onde fui diagnosticada erroneamente com virose , pelos sintomas de vomito e diarreia.Melhorei um pouco com as medicações,
    Sete dias depois passei mal novamente , medi a pressão tava 17x12, fui novamente ao hospital universitario , já sabendo que precisaria de cuidados especiais e aki na cidade isto seria impossivel, pois O GO dá plantão á distancia.
    Chegando no HU, fui atendida prontamente ,no exame de "toco"( exame do coração do bb) as linhas sairam todas retas e os medicos ficaram surpreendidos e diziam nunca ter visto um resultado de exame dakele jeito, fui atendida as 4;30 da tarde e as 6;49 nascia minha princesinha Nicole de parto cesareana de urgencia , ja estava em sofrimento fetal, na sala de cirurgia eu passei muito mal, tive pico de PA 22 por alguma coisa lembro que ouvi apenas o 22, e ouvia tmb toda a conversa na sala, um medico disse: há meconio( bebe fez coco na barriga) , outro dizia :quanta ascite, nunca vi tanta ascite em minha vida (acumulo de agua no peritonio-abdomen, acompanhado de inchaço) e outro disse: tá morto?(se referindo ao bb, nessa hora quis levantar dali e pegar meu bb no colo, mas n podia), pois não a vi nem ouvi ela chorar.
    Fui pra UTI e a nenem tmb, depois soube que ela estava bem na UTI NEO, eu tive alta 3 dias depois e voltei 2 dias apos a alta para UTI , minha pressao continuava alta.Depois controlou e fikei bem.
    A Nicole ficou 35 dias intenada , graças a Deus eu pude visitar ela todos os dias , ficando pelo menos 3 a 4 horas por dia com ela e fikei 10 dias internada com ela pra amamentar tmb.
    Ela nasceu com 33 semanas pelo capurro que é de acordo com o tamanho e amadurecimento do bebe, mas pelas minhas contas e a do meu GO que acompanhou a gravidez eu estava de 36 semanas, ela nasceu dia 02 de dezembro de 2013, com 1.725Kg e 41cm, hj está com 2 meses e meio.
    Ainda qnd estava no hospital foi detectado uma hemorragia intracraniana grau 4, isto é a hemorragia estava em todo o cerebro dela , fez ultrasson , tumografias , ressonancia e deu pra ver que organismo dela estava absorvendo parte da hemorragia, os médicos não sabem quais sequelas podem ficar nela , está fazendo acompanhamento com neuro e na Apae, apesar das dificuldades eu tenho certeza que Deus fez e vai fazer o melhor

    ResponderExcluir
  25. olá tudo beem? meu nome é bianca tbm tive a sindrome de hellp , queria saber se vc ja se recuperou e pensa em ter outro bebe, eu quero ter mais queria saber se alguem ja teve depois da hellp beijoo

    ResponderExcluir
  26. Oi Bianca, olha hj minha bebe está com 5 meses e 20 dias, está ainda em acompanhamento, ainda não se sabe quais sequelas ela vai ficar , se é que vai, se Deus quiser não.Foi confirmado uma perca leve da audição nos dois ouvidos, e investiga- um problema na retina e estrabismo.O neuro dela disse q a cabeça dela não está crescendo normalmente e pode ser um indício de que o cerebro não está desenvolvendo por isso pediu nova tomografia. Eu continuo com muita fé em Deus e creio que ELE irá interceder.
    Quanto á mim, estou bem agora, porém estou sentindo uma dor no punho esquedo , fui ao médico e ele disse que pode ser inflamação por causa do acumulo de líquido durante a gestação( já que inchei muito), como não posso tomar remédios prq estou amamentando, vou fazer fisioterapia ( Deus queira que não seja sequela da sindrome ).Olha penso sim em ter outro bebê, mas isso a longo prazo e precisa ser muito bem planejado e acompanhado, pesando os riscos e beneficios.
    E vc , seu bebe como estão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi então minha bebe nasceu de 27 semanas dia 26 de agosto de 2011 e viveu só 13 dias infelismente , agora quero engravidar de novo mais tenho muito medo...

      Excluir
  27. Oi Paola meu nome é Alessa moro no interior de SP e pesquisando sobre Help achei seu blog. Queria mto manter um contato c/ vc tbm tive sindrome help. Sofri mto e meu maior sonho era poder ser mãe de novo mas tenho mto medo. Vc ja teve outros filhos apos a HELP? me add no face por favor pra conversarmos e trocarmos experiencias. Um abraço
    https://www.facebook.com/#!/alessaroberta.oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi eu tive minha Júlia apos ter perdido um bb por conta da hellp, não foi facil enfrentar tanto medo mais graças a Deus minha gravidez foi super saudável. Boa sorte

      Excluir
    2. Me add geanetribeiro@hotmail.com tive uma bb após a helpp no que eu puder ajudar

      Excluir
  28. Oi boa tarde .... gente pesquisando sobre o hellp vi q mt gente ja teve..... eu tive tbm a sindtome a minha veio ocorrer pos parto...... fiquei dias no cti... transfusao sangiina meus orgao pararam..... minha pressao mga alta..... mas nao m acontece nenhuma sequela ....e nem a minha filha .... no dia doze d outro ela completara sete anos......, mas meu sonho aibda sim e ter uma outra gravidez........ keto mt acreditar q posso ter uma gravidez totalmente saldavel...... meu sonho e o q peço sempre a Deus....,

    ResponderExcluir
  29. Oi pessoal ..... tive um depois da minha

    ResponderExcluir
  30. Ola pessoal também tive sindrome de hellp em 2011, perdi meu bb estava de 26 semanas tive que fazer uma cesarea de emergência, pois a pressão estava muito alta e eu estava tendo convunçao. Meu bb ficou vivo 15 dias e faleceu e eu fiquei 9 dias na uti entre a vida e a morte , foram os piores momentos da minha vida pois além de perder o bebe eu tinha muito medo de engravidar novamente , e meu sonho e de meu esposo era ter um filho.em 2013 decidi engravidar novamente , e em agosto fiquei gravida nao foi nada fácil enfrentar tanto medo mais com ajuda de Deus tive um pre natal bem acompanhado , tive que mudar toda minha alimentação , cortar o sal da minha alimentaçao ,tomar muita água e minha gravidez que era considerada como alto risco por conta do meu estorico da primeira gravidez foi super saudável nao inchei nada a pressão sempre controlada e graças a Deus minha filha nasceu de 38 semanas perfeita e meu parto foi tranquilo.espero poder ajudar com esse depoimento , nao desistam confiem em Deus .

    ResponderExcluir
  31. Tambem tive help.Perdi minha filha eu estava de 36 semanas ela ainda na minha barriga se foi. e que eu tive varias complicaçoes.Tive ruptura hepatica meu figado partiu ao meio
    quase morri.
    Hoje posso ver que nao foi so eu que sobrevivi ,mas diferente de todos eu tive complicaçoes operei do figado.
    Alguem sabe me falr ou conhece alguem que engravidou depois desse fato. Com complicacoes hepaticas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tive a HELLP em maio desse ano e, como você, com complicações hepáticas. Tive um hematoma subcapsular que foi drenado através de uma cirurgia de emergência. Estava com 22 semanas de gestão e minha bebê não resistiu. Estou muito triste e com muito medo de não conseguir gerar novamente.

      Excluir
    2. Eu tive rompimento do fígado recentemente também, podemos conversar (19)992361689

      Excluir
    3. Eu tive rompimento do fígado recentemente também, podemos conversar (19)992361689

      Excluir
  32. nossa muito triste! tem horas que sinto muita revolta isso não deveria acontecer com pessoas que desejam tanto ter um filho.enquanto tem pessoas que tem filhos saudáveis e sem nenhuma complicação os maltratam ou ate os abandonam! não consigo entender, também tive hellp graças a deus minha filha sobreviveu sem sequelas,mais tenho muita vontade de ter so mais um filho e talvez não possa pois tenho muito medo de ter hellp novamente e deixar uma filha orfao, não me conformo de passar por isso não consigo achar um proposito de deus nisso!eu so queria ter uma gravidez normal e feliz! porque sera que não merece ter essa felicidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cintia não pense dessa forma Deus sabe porque de cada coisa e sei que o medo de engravidar novamente e grande pois passei por isso so que diferente de vc meu bb faleceu , apesar do medo confiei em Deus que não deixa nenhum de seus filhos confundido e engravidei novamente tive uma gravidez pra gloria de Deus tranquila ,saudável so ia nas consultas mesmo do pre natal claro que foi uma gravidez acompanhada como alto risco mais minha bb nasceu saudável de 38 semanas e não tive nenhuma complicaçao graças a Deus .não desanime nem pense dessa forma Deus no comando sempre boa sorte.

      Excluir
  33. olá meu nome é Sandra,também tive síndrome de hellp, faz três anos meu filho esta muito bem,mas eu não estou pois tenho dificuldade para andar, tenho desequilíbrio no meu corpo,minhas pernas pesam muito quando eu ando.Gostaria de saber se alguém apresenta estas sequelas?

    ResponderExcluir
  34. Passei pelo mesmo problema, mas no meu caso os médicos diziam que a minha gravidez estava ótima. Mas no final do oitavo mês tudo mudou. Meu filho veio há óbito com dois dias de vida. Agradeço a Deus a chance de sobreviver a essa experiência e poder criar meu primeiro filho.

    ResponderExcluir
  35. Minha gravidez também foi muito tranquilo, até 24 semana, tenho FOP(precisei fazer fiv), esse bebê era muito desejado. No dia 14/10/2014 fiz ultrassom morfológico e deu tudo normal, minha pressão que era normal, começou a ficar auterada, fui atendida e medicada na sexta e no sábado para tentar baixar minha pressão. No domingo, 19/10/2014 às 3:00, comecei a sentir uma dor nas costas, na altura do pulmão que não me deixou dormir. Chamei meu marido e fomos debaixo de muita chuva para o hospital, lá chegando fui tratada mal por uma médica e colocada num quarto sozinha para esperar minha médica que chegaria 8:30, senti dor no estômago e vomitei tudo que tinha no estômago. Ela me examinou e me preparou psicologicamente para o que ocorreria, saiu do quarto e foi preparar minha transferência para um hospital especialista em casos como o meu. Logo depois que ela saiu tive uma convulsão e lembro de estar tomando a anestesia, tiraram minha bebê, com 27 cm e 465 g, nasceu muito bem, foi encaminhada para uti e resistia muito bem até ter uma hemorragia cerebral devido a uma transfusão de sangue pela cabeça, morreu no dia 8/11/2014. Lembro dela segurando meu dedo, esperneando quando tocava nela, é muito triste. Eu fui diagnóstica enquanto estava internada com síndrome de hellp, posteriormente perceberam pela análise da placenta que eu tive trombofilia, a médica tinha me proibido de engravidar mas liberou depois de saber que tive trombofilia. Faz um ano que tudo aconteceu, tenho um enxoval guardado e dois pedidos de adoção que não saem do lugar (fiz em 03/13, antes de engravidar), preciso economizar quase 30 mil para uma nova tentativa. Tento não pirar, até que consigo, pelo menos aparento ser forte mas meu corpo não acha isso, uma semana depois que minha bebê morreu, voltei para a faculdade, comecei a ocupar minha cabeça e não deixe tempo para pensar, trabalho de manhã e de noite, faço faculdade à tarde, em casa fico em função de limpeza, artesanato, etc., nunca paro. Tudo estava indo bem até que numa noite em março, enquanto preparava uma aula, fui para o hospital, diagnóstico do médico ( e de mais 2), síndrome do pânico. Essa é minha história, quanto a síndrome do pânico, me informei sobre o que era e do que ocasionava e quando começa uma crise lembro do que eu li, não melhora mas pelo menos não me manda para o hospital.
    Que Deus nos dê força para seguirmos em frente, que nos conceda a graça de ter nossos bebês e que nossos anjinhos sejam sempre zelados.

    ResponderExcluir
  36. Meu nome é Janaina. Também tive Síndrome de Hellp. Estava engordando muito e achava estranho, sempre comentava com meu GO e ele não dava tanta importância. Quando completei 25 semanas comecei a sentir muito cansaço, fiquei muito inchada, muita dor de cabeça, não conseguia mais comer direito. Cortei todo o sal da comida Ia ao médico ele dizia q iria me acompanhar toda semana mas não descobriu a síndrome. Minha pressão depois que subiu não parou mais chegou a 19 por alguma coisa. Quando completei 28 semanas e 5 dias me senti muito mal em casa, a cabeça ficava érea parecia que ia desmaiar e começaram as contrações. Fui para o hospital dia 03/01/16 e minha Emily já havia falecido tive descolamento de placenta. Me explicaram a síndrome e o risco que eu estava correndo ao fazer a cesária. Tive duas hemorragias, pre-eclâmpsia grave... quase morri mas no centro cirúrgico pedi muito a Deus que me conservassem em vida pois tenho minha Talita de 4 anos pra criar, e disse: por favor Deus deixa eu voltar pra casa. Lembro quando a doutora disse: terminei e consegui salvar seu útero. Fiquei 7 dias internada. Voltei pra casa com um vazio enorme e minha filha senti falta da irmazinha que eu tanto disse que estaria com ela. M e corta o coração ouvir ela dizer que vai no céu de avião buscar a Emily.

    ResponderExcluir
  37. Muito triste a história de vocês, ontem faleceu em minha cidade Poliana, uma jovem saudável, que se foi em função da síndrome de Hellp, sua bebê Laura sobreviveu, mas é triste triste demais, e ninguém soube diagnosticar essa silênciosa doença :( meus sentimentos a todas.

    ResponderExcluir
  38. Olá meninas, nossa só depois de passar por isso também percebi que varias mamães tambem tiveram o sindorme de Help, nem sabia que existia isso, minha gestação também foi normal até as 23 semanas, depois disso minha pressão começou a subir muito,e já tinha feito o morfologico e la constou que eu tinha risco de pré eclampsia, mas minha medica imprudente nem deu bola para isso disso que não era para mim se extressar om isso pois minha pressão não estava alta, bom pensei ela e medica deve saber o que esta fazendo, mas depois de ter feito um exame de proteinuria deu que meus rins não estavam mais funcionando, e para minha tristeza minha medica só me deu remedio para pressão alta e mandou eu para casa descansar, e fiz o que ela pediu porem no dia 26 de outubro de 2015 minha pressão foi para 18x10 minha mae ligou para o samu e eles mandaram eu ir urgente para o hospital cheguei la demoraram 1 hora para me atender ainda mas graças a Deus minha bebe estava bem, porém tbm não ganhava peso, então fizeram todo o procedimento deram a injeção de fortalecimento do pulmão da bebe e me deram varais medicações para não agravar o quadro no dia 27 d eoutubro as 16:24 nasceu minha LAURA pesando 845 gramas e 34 cm, foi direto para UTI, fiquei 7 dias internadas depois ganhei alta e nem tive resguardo ficava direto no hospital todos os dias la com ela com 10 dias ela saio do oxigenio e era forte todos exames estavam bem, ela tomava pela sonda o leite que eu tirava para ela, ficava com ela no colo o dia todo não vi a hora dela vim para casa, porem começo de dezembro ela pegou uma bateria no intestino e teve q ser operada, a operação foi tudo bem, porem o caso dela se agravou e no dia 14 de dezembro foi obrigada a fazer mais uma cirurgia, mas infelizmente na hora da anestesia ela não resistiu pois estava muito fraca e teve parada respiratória e hoje esta ao lado de Deus, fazem 4 meses que se foi a dor e muito grande olhar outras mamaes om seus bebes e meu colo vazio, os medicos dizem que tenho 30% de chance de ter sindorme de help de novo, mas eu creio muito em Deus sei que ele irá restituir minha saude e terei varios filhos.Meninas uidem bem quem são seus medicos pois se não fosse por Deus eu tbm já não estaria mais aqui, pois minha medica foi muito imprudente, isso que eu pagava particular pois pelo sus não tinha ginecologista..meu nome e Danieli

    ResponderExcluir
  39. Olá boa tarde!
    Me chamo Daiane e tbm tive HELLP, a diferença dos depoimentos é que tive a sindrome nas duas gestações, coisa que é quase impossivel. Tenho um menino de 8 anos, e na gestação dele foi tudo tranquilo até as 32 semanas, quando a pressão começou a subir e comecei a perder proteína e ter dor no estomago. Minha médica sempre muito atenciosa me pediu diversos exames e percebemos que os exames do fígado estavam muito alterados. Comecei a tomar medicação para controlar a pressão, mas não adiantou, em uma semana a dor só aumentava, foi então que minha médica mandou internar e fizemos a cesarea com 33 semanas, tomava injeção de Sulfato de Magnesio de 4 em 4 horas pra não convulsionar, pra quem já tomou essa injeção sabe como é dolorida e a reaçao que ela ocasiona é horrível. Cheguei na maternidade dia 16/12/2007 as 13hs e meu Isaque nasceu as 16:06 foi tudo muito rapido, pois eu e e ele estavamos correndo risco de vida. Pela misericórdia de Deus ele nasceu super bem, com 2055gr e 43cm, ficou na UTI 12 dias para ganhar peso, o pulmãozinho dele ja tava maduro pois na semana anterior tinha tomado a medicação. Minha pressão foi normalizando aos poucos, em 6 dias ganhei alta. Se passaram 8 anos engravidei novamente, no inicio fiquei com receio, com medo, por tudo que tinha passado, mas estava confiante em Deus que daria tudo certo. Deus nos enviou uma menina, nossa princesa, continuamos fazemos o pre natal com a mesma médica que fez o parto do meu filho, Dra Gioconda Lucatel, mulher usada por Deus, me cuidei em toda gestação, engordei 9 quilos diferente da primeira que engordei 20 quilos em 33 semanas, estava muito inchada. Porém quando fechei 32 semanas tbm minha pressão começou a dar o ar da graça, fazia acompanhamento com cardiologista, e nos exames já mostrava que ela tava oscilando, subindo e descendo a todo momento. Na outra semana senti a mesma dor no estomago, como ja tinha passado por tudo isso ja sabia o q era, tava dando alterações no figado novamente, Dito e feito, minha medica pediu novos exames e estava lá TGO e TGO alterado, e minhas plaquetas cada vez mais baixa. No mesmo instante minha medica mandou que eu fosse para a maternidade para interrompermos a gestação, fiquei dois dias internada em repouso absoluto e por milagre meus exames voltaram todos ao normal e a pressão baixou tbm. Assim voltei para casa e conseguimos segurar por mais 3 semanas. Detalhe, eu havia pedido pra Deus em oração que queria levar minha filha embora junto comigo no dia da minha alta, diferente do que foi com meu filho, q ficou na UTI por mais 12 dias. Voltei para casa em repouso absoluto, só deitada e comida sem nada de sal. Até que qdo estava com 36 semanas começaram novamente as alterações e as dores no estomago. Dessa vez não tivemos mais como segurar, internei, fiz novamente o Sulfato de Magnesio para não convulsionar, a diferença que agora não eram injeções por 24 horas, era direto na veia, daí nao sofri tanto. Entrei na maternidade na terça feira e na quarta a noite ja foi feito a cesarea. Minha medica sempre muito tranquila e confiante no que estava fazendo, chegou me buscou no quarto e me levou pra sala de parto no dia 13/04/2016 as 20:26 veio ao mundo nossa Ana Laura com 2435gr e 45cm. Veio cheia de saude, com pulmões perfeitos. Logo após o parto minha pressão continuou alta de 19/11 e agora esta voltando ao normal aos poucos. Pela graça e misericórdia de Deus estamos vivos, meus filhos e eu, mas tenho consciencia do risco que corremos, entreguei nossas vidas nas mãos de Deus a todo momento, sabia que Ele ia ser fiel e que tudo daria certo como Ele mesmo havia prometido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Dayane, sou Neidiane. Estou numa situação parecida com a sua. Tenho 2 filhos, na gestação do segundo, tive Hellp Síndrome, graças a Deus me salvei devido diagnóstico preciso e medicação correta. Apesar que Pedro nasceu de 27 sem. e 0,980 kg, superou tudo sem sequelas. Está com quase 2 anos. Mas estou grávida de novo. Para mim foi um susto. Estou morrendo de medo.

      Excluir
    2. Oi sou noelia tem dois meses que perdi meu bb por causa da síndrome hellp ,gostaria de saber como esta sua gravidez agora pois pretendo engravidar futuramente.

      Excluir
    3. Oi sou noelia tem dois meses que perdi meu bb por causa da síndrome hellp ,gostaria de saber como esta sua gravidez agora pois pretendo engravidar futuramente.

      Excluir
  40. Em Dezembro de 2015 com 29 semanas, tive síndrome de helpp, eclampsia e Roptura Hepática, o bebê não sobreviveu e eu sou um milagre, estou em recuperação, situação gravíssima e ainda estou em recuperação, alguém teve roptura no fígado também?
    Só Deus para dar nos forças!!!

    ResponderExcluir
  41. Eu , tive síndrome de helpp meu bb morre ás 31 semanas foi díficil . Mas nós somos o Milagre de Deus vai nós dá outro chance de ser mãe. DANIELLE

    ResponderExcluir
  42. Olá, tb tive a síndrome hellp, fiz o pré natal com um médico que não se atentou para o que estava acontecendo, mesmo tendo sintomas de que alguma coisa não estava bem, ele tratou minha gestação como uma gravidez normal, meu bebe nasceu de 34 semanas, não chorou e mal conseguia respirar qd nasceu. Qd o meu bebe nasceu eu não estava na cidade onde fazia o pré natal e hj dou graças a DEUS por isso, pois os médicos da cidade em que onde eu estava, logo perceberam que havia algo muito errado, foram anjos que DEUS colocou no meu caminho para que hj eu e meu bebe estivéssemos aqui. Me internaram as pressas, fizeram uma cesárea de emergência, fiquei 10 dias internada, meu bebe foi direto pra UTI, mas graças a Deus e as pessoas que ELE colocou em nosso caminho, estamos aqui.... Meu bebe fez um ano dia 22/11 e eu só tenho a agradecer a DEUS e aos anjos que ele colocou em nosso caminho. OBRIGADA DEUS.
    Obrigada DR. Luiz Takano. Obrigada DR Marco Mazzetto. Obrigada DRª Natalia Barros

    ResponderExcluir
  43. Boa tarde
    Tive Sindrome de HELLP em 2014. Minha gestação foi normal quando cheguei a 30 semanas comecei a inchar muito , acordava de manhã com o nariz trancado com bolas de sangue e logo começou a sair essas bolas pela garganta foi no meu medico que ironicamente me disse que já que eu não tinha menstruação o sangue tinha que sair por algum lugar. Com 35 semanas no dia 30/08/2014 comecei a passar muito mal dores horriveis na boca do estomago não conseguia respirar cheguei no hospital em torno das 21 com a pressão altissima. Só foram ver que meu estado era grave quando tive a primeira convulsão isso mais de duas da manhã caiu de barriga no chão e a pressão chegou a 25 minha sogra achou que eu iria morrer as 4 da manhã resolveram fazer minha cesaria para salvar a vida da minha princesa Maria.
    Me lembro de ouvir o choro da minha pequena dei um beijo nela e apaguei. Fui direto para UTI entrei em coma só acordei tres dias depois achando que tava tudo bem. Estava começando meu pesadelo os orgãos ´pararam de funcionar chamaram minha familia e avisaram que eu estava em estado grave e só um milagre poderia me salvar.
    Comecei a fazer hemodiliase tive um derrame perdi a memoria por 3 dias.E a luta estava começando passei muito mal na hemodialise quase morri.
    Foram 30 dias de sofrimento mais DEUS É fiel me libertou daquele sofrimento sem nenhuma sequela.
    Hoje eu não posso engravidar mais DEUS me deu uma filha perfeita sem sequela nenhuma.
    Só tenho a agradecer

    ResponderExcluir
  44. Tive uma gestação tranquila até 28 semanas, quando fui diagnosticada com pré eclampsia,com 32 semanas o quadro evoluiu para síndrome Hellp,tive que fazer uma cesária de emergência,anestesia geral,tiraram minha bebê em menos de cinco minutos.Fiquei 5 dias no hospital,dois deles na UTI,minha filha ficou 48 dias na UTI Neo.Gracas a Deus estamos bem e sem sequelas.Hoje minha princesa está com 6 meses e é super saudável.

    ResponderExcluir